MDF ou MDP: veja qual material é o melhor para os seus móveis

set 29, 2022Arquitetura, Design de interiores0 Comentários

MDF ou MDP? Essa é uma dúvida muito frequente para quem está comprando novos móveis para casa ou empresa. Seja planejado ou de loja, entender de qual material é feito sua cama, armário ou afins é imprescindível para que o móvel dure por muito mais tempo.

Antes de tudo, já adiantamos que ambos os materiais são muito utilizados pelas fábricas de móveis e cada um cumpre seu papel devidamente, ou seja, nenhum é melhor que o outro, o que muda são as aplicações.

Também conhecidos como chapas reconstituídas, o MDF e o MDP chegaram para suprir a falta da madeira “pura”, uma vez que o uso em grande quantidade, principalmente, no século XVIII afetou a fabricação com essa matéria prima.

Mas para explicar melhor essas questões como características, valores, cuidados, aplicações, entre outras informações, preparamos esse blog. Ao longo do texto, você entenderá tudo sobre MDF e MDP, portanto, continue a leitura para não errar na escolha.

O que é MDF?

O MDF talvez seja o material mais conhecido pelas pessoas, afinal, além de ser utilizado na fabricação de móveis, essa matéria prima está presente em várias peças de artesanato.

De acordo com a fábrica de móveis, Henn, o MDF (Medium Density Fiberboard ou em português, Fibras de Média Densidade), ele é um material uniforme, isto é, não possui camadas como o MDP.

O MDF é constituído pela aglutinação de fibras de madeira com resina sintética. Ainda de acordo com a empresa, por ser feito de fibras compactas e não orientadas, o manuseamento desse tipo de peça é muito mais fácil.

Tudo isso explica porque o MDF é o queridinho para trabalhos com pintura, colagem de lâminas, vernizes e acabamentos, especialmente, os arredondados.

MDF ou MDP

Para simplificar a explicação do que é o MDF, a Henn destacou ainda, suas principais características, veja:

  • É resistente;
  • Ecologicamente sustentável;
  • Absorve a umidade com mais facilidade;
  • Não sofre com a variação de temperatura;
  • Assemelha-se à madeira em sua manuseabilidade;
  • Permite receber a aplicação de todos os tipos de revestimento;
  • Pode ser cortado em vários sentidos e suporta trabalhos de usinagem.

Para odesign dos móveis, o MDF é perfeito para soltar a criatividade, justamente, pelo fato de ser mais maleável e aceitar melhor os cortes e tinturas sem estragar/alterar sua superfície lisa. 

O que é MDP?

O MDP (Medium Density Particleboard ou em nossa língua, Partículas de Média Densidade), é formado por três camadas de pedaços de madeira triturada (pinus), segundo a fábrica de móveis.

A camada interna é a mais grossa, já as outras duas externas são mais finas. Dessa forma, essa separação resulta em estabilidade dimensional, isolamento acústico e mais resistência no caso de empenamentos e/ou deformações.

Assim como o MDF, confira as características do MDP de acordo com a fábrica especializada no assunto:

  • Maior estabilidade;
  • Ecologicamente sustentável;
  • Tem maior resistência à água;
  • Funciona bem em cortes retos;
  • É resistente e ótimo para estruturas;
  • Mais resistente ao empenamento;
  • Não aceita muitas aplicações de acabamento e processos de usinagem.

É comum que muitas pessoas confundam o MDP com o compensado, aquele material conhecido por esfarelar, lembra? Então, na verdade o MDP é uma evolução desse tipo de material e diferente dele, não causa esses resíduos e é muito melhor.

Portanto, tire da cabeça esse pensamento negativo sobre o MDP, ok?

MDF ou MDP

MDF ou MDP, afinal, qual a diferença entre eles?

Bom, agora que você já sabe o que cada um dos materiais e suas características, vamos ao que interessa: quais são as suas diferenças.

A produção deles é bem parecida, tanto na fabricação em si quanto a tecnologia utilizada para isso. Porém, a diferença de acordo com a fábrica, está na produção das fibras no MDF e nas partículas aglutinadas do MDP, além do fato do que o primeiro utiliza mais madeira do que o segundo.

Por serem feitos a partir da madeira de reflorestamento -pinus ou eucalipto – o MDF e o MDP são amigos do meio ambiente, isto é, a partir de uma fabricação correta, se tornam materiais sustentáveis e econômicos. Se você é fã de sustentabilidade, na hora de planejar seus móveis, opte por eles.

Ah, já que está aqui, aproveite para ler nosso blog sobre obra sustentável, assim, seu planejamento será exemplo de sustentabilidade.

Onde utilizar cada material?

Como falamos anteriormente, não existe material melhor ou pior, o que se deve ser levado em consideração são as suas aplicações. Por isso, vamos destacar aqui onde o MDF e o MDP podem ser utilizados.

Por ser fácil de manusear, o MDF pode ser usado em peças retas ou curvas. Segundo a fabricante Henn, a usinagem é feita com cantos arredondados e com vários acabamentos como molduras e perfis, além de baixo relevo e entalhes.

O MDF está presente em móveis como os armários de cozinhas, roupeiros, berços, painéis de TV, além de objetos de artesanato/decoração, como caixas, quadros, porta retratos, letreiros decorativos, etc.

O MDP, apesar de ser mais leve que o MDF, consegue suportar mais peso e também não empena com facilidade. Portanto, a indicação dos fabricantes é usar esse material para peças retas, como portas de armários e guarda-roupas, prateleiras, estantes, balcões, gavetas, entre outras peças do tipo.

MDF ou MDP

Vantagens e desvantagens do MDF e MDP

A maior vantagemdos dois materiais é, como já dito antes, o fato de serem ecologicamente corretos, pois são feitos a partir de madeiras “recicladas”, diminuindo os danos ao meio ambiente.

Outra vantagem do MDF é ser maleável e ótimo para peças detalhadas, porém, suas desvantagens são a fragilidade a água, ou seja, é mais fácil de ser danificado quando exposto a umidade e também não suporta muito peso.

O preço se comparado ao MDP é maior, sendo caracterizado como uma desvantagem para quem quer economizar. Já o MDP é mais barato e suporta muito mais peso do que o MDF.

Além disso, esse material é mais resistente a umidade (mas isso não quer dizer que pode ser molhado, pelo contrário, é preciso cuidar também). Por fim, como falamos acima, o MDP não empena com facilidade, mas não pode ser utilizado em peças que demandam acabamentos mais detalhados, pois não é um material maleável.

MDF e MDP: cuidados necessários

Antes de finalizar esse blog, vamos aos cuidados necessários para que seus móveis em MDF ou MDP durem por muito mais tempo, destacando principalmente os cuidados na hora da limpeza.

Para uma durabilidade maior, sem dúvidas, é evitar o contato com água. Jamais molhe seus móveis e lembre-se, não há necessidade de uma limpeza “pesada” toda semana.

O ideal é manter uma organização diária, com panos secos para retirar a poeira e, quando necessário, umedecer um pouco para sujeiras e gorduras mais difíceis.

Quando aquela faxina geral for preciso, faça uma mistura caseira com água e um pouco de detergente e vá limpando por partes com o pano. Lembre-se, nunca jogue água e/ou a deixe empossada.

Sabe aqueles dias seguidos de muita chuva e umidade?  Então, é hora de um cuidado extra, ou seja, procure deixar os ambientes ventilados e as portas dos armários ou roupeiros abertos.

Com o ar em circulação, as chances de o mofo aparecer são menores e seu móvel de MDF ou MDP não estragam. Ah, por fim, certifique-se e evite que eles fiquem encostados nas paredes, afinal, a umidade que escorre por elas também podem danificar seu móvel.

MDF ou MDP, escolha o que mais se encaixa com a sua necessidade!

Ao explicarmos sobre cada material, ficou claro que ambos possuem seus prós e contras, não é mesmo? Vale lembrar que é possível utilizar os dois materiais em um mesmo móvel, pois um pode complementar o outro.

O importante em um design de interiores, é levantar antes de tudo, quais são as necessidades da casa/empresa e assim, escolher se os móveis planejados ou comprados em uma loja serão em MDF ou MDP.

Esperamos que esse blog tenha esclarecido suas dúvidas e te ajude a tomar a melhor decisão para deixar seu lar ainda mais bonito e confortável.

Ah, por fim, temos uma dica bônus, se precisar de auxílio para planejar sua cozinha, quarto, área gourmet ou qualquer outro ambiente, conte com uma profissional experiente no assunto, conte com o Studio MS Arquitetura!

Receba os conteúdos primeiro!

Deixe seus dados para receber semanalmente nossas dicas e conteúdos,

5 + 8 =