Estilo de arquitetura de interiores: descubra qual combina mais com você

maio 9, 2022Gestão de obras0 Comentários

Escolher um estilo de arquitetura de interior é um trabalho bem importante tanto para o arquiteto, quanto para o cliente. Afinal, o modelo a ser seguido diz muito sobre uma casa ou empresa, por exemplo.

Mais do que planejar a estrutura física de um ambiente, na arquitetura de interiores vamos decidir onde vão as cores as cores das paredes, o estilo dos móveis e assim, a decoração como um todo, ganha vida.

Mesmo que pareça um grande desafio, é importante ter em mente qual estilo fará parte do seu dia a dia. Para te ajudar, preparamos este blog explicando sobre cada estilo de arquitetura.

São dicas bem legais que podem ser colocadas em práticas por uma ótima profissional. Portanto, preste bem atenção e anote tudo!

Como escolher um estilo de decoração

Antes de começarmos a falar sobre cada tipo do, também chamado, estilo de decoração, é preciso saber como escolher um. Quando compramos ou alugamos uma casa, apartamento ou até mesmo uma sala comercial, já começamos a pensar em como eles vão ficar.   

Porém, antes de sair comprando tapetes, almofadas, móveis, quadros, etc, devemos ter um pouco de calma. Analise quais são seus gostos e como eles vão se encaixar no ambiente, além é claro, da funcionalidade que os objetos proporcionarão.

É fato que cada pessoa tem seu gosto particular, mas se pararmos para analisar, no fim, todos acabam acompanhando algum dos principais estilos da arquitetura que existem.

estilos de arquitetura

Dicas para te ajudar a definir um estilo de arquitetura

Vamos a primeira dica: busque referências. Na internet existem milhares de opções e alguma pode te inspirar, principalmente, se for do Pinterest. Salve fotos, compare as decorações, crie uma lista de quais estilos mais te agradaram.

Outro ponto a se pensar é o estilo de vida que se leva. Tenha em mente que ao escolher uma decoração, você vai passar um bom tempo convivendo naquele espaço. Ou seja, é importante que ela fique bonita, confortável e funcional.

Se você é daquelas pessoas que não tem muito tempo para ficar limpando a casa e tirando pó, não é viável querer tantos acessórios. O mesmo serve para decoração com plantas de verdade, já que elas demandam muito cuidado. Acredite, estes pequenos detalhes fazem muita diferença.

Uma terceira dica é prestar atenção ao clima de onde você mora. Se a sua cidade é muito quente, não faz sentindo colocar aquelas mantas em cima do sofá, por exemplo. Se é um local no litoral, cuidado aos materiais que podem oxidar com a maresia.

Última sugestão, mas não menos importante, a decoração reflete quem você ou sua empresa é. Logo, é necessário combinar com quem mora/frequenta o ambiente, por exemplo. É um negócio tecnológico? Fuja do estilo rústico. Gosta de cores vibrantes e ornamentos? O clean e o minimalista certamente não combinariam com sua casa, entende?

Principais estilos de arquitetura de interiores

Se ainda está com muitas dúvidas, fique tranquilo (a). Abaixo vamos te mostrar os principais estilos de arquitetura e assim, ficará mais fácil escolher um.

1. Estilo Clássico

Como o próprio nome já diz, é um estilo que nunca sai de moda e é um dos mais queridinhos pelas pessoas. Teve origem na arquitetura greco-romana e foi influenciado pelos períodos renascentista, barroco e rococó.

O luxo e o glamour são características marcantes do estilo clássico e estão representadas em detalhes elegantes, simétricos e harmoniosos. A decoração pede ambientes mais altos e amplos, justamente por conta das grandes mobílias e ornamentos.

clássico

Para os apartamentos e casas menores, a recomendação é mesclar com outros estilos e assim, evitar que os cômodos se pareçam menores ainda.

O estilo clássico nos faz lembrar de castelos, no qual possui particularidades requintadas como rodapés, molduras de gesso, tecidos finos, cortinas e papéis de parede. Os espaços parecem obras de arte.

O mármore, especialmente o branco, faz parte da cozinha e dos banheiros. Assim como a madeira nobre dos móveis e o piso branco ou de madeira maciça. Desenhos em relevo e colunas também fazem parte da composição do estilo clássico.

clássico

A elegância se faz presente igualmente nas cores, que se distribuem entre tons claros (rosa e bege) e escuros (verde, azul marinho e bordô). O dourado, a prata e o ferrugem estão nos detalhes e completam a paleta de forma ainda mais sofisticada.

clássico

Por fim, o estilo clássico compõe em suas peças decorativas os cristais, a prataria, a porcelana, grandes espelhos, arranjo de flores e molduras.

2. Estilo de arquitetura: Industrial

Assim como o estilo clássico, o industrial é um tipo de decoração que ganha o coração de muita gente. Ele surgiu em Nova York entre as décadas de 1950 e 1970, época em que os barracões industriais abandonados passaram a ser usados como moradia, o que conhecemos atualmente como lofts.

estilo industrial

Para quem gosta de ambientes urbanos, o estilo industrial é super recomendado. Ele tem como características a exposição dos tijolos e das tubulações elétricas, além do chão de concreto e a “pintura” de cimento queimado ou até mesmo paredes “cruas”.

As portas e janelas são grandes e compostas de metais e vidros, valorizando a iluminação natural. Os ambientes são integrados e são usadas pouquíssimas repartições entre os cômodos.

O metal e o aço estão presentes na mobília e na decoração. Para dar mais aconchego e tirar a sensação de frieza que o cinza transmite, são usadas cores quentes (azul, amarelo e vermelho) nas peças decorativas e nos móveis.

estilo industrial

Para quem quiser, é possível combinar este estilo com o rústico (apenas alguns detalhes) e o moderno. Gostou?

3. Rústico/Colonial

O estilo para quem gosta do campo e/ou área rural. É formado por elementos naturais, principalmente a madeira. Sua decoração é mais simples, mas nem de longe deixa de ser linda e aconchegante.

estilo rústico

No estilo rústico ou colonial as cores vão de tons mais claros até os terrosos. Os itens decorativos compõem quadros de paisagens, cestos, almofadas, tapetes, estampas de flores ou xadrez, mantas, plantas e muito mais.

Os utensílios domésticos como panelas de barro ou ferro, jarros, louças antigas, etc, geralmente ficam expostos. Seja pendurado em prateleiras com ganchos ou estantes rústicas com portas de vidro, tudo fica ainda mais belo.

estilo rústico

Assim como a estrutura física, os móveis também são em madeira, seja elas antigas ou de demolição. Pedras, aço, cerâmicas e tijolos expostos também são peças chaves neste estilo.

4. Étnico

O estilo étnico tem a essência de países orientais, africanos e árabes em sua decoração. A cultura indígena também serve de inspiração para as pessoas que adotam este modelo.

estilo étnico

Da mesma forma que o rústico, no estilo étnico o uso da madeira é evidente, pois casa perfeitamente com os demais elementos decorativos. Estes por sua vez, são bem estampados e coloridos.

Os objetos de decoração indicados são as plantas, tecidos de fibras naturais, barro, pedra, peças de bambu, instrumentos musicais, cestos, itens tribais, além de cortinas, tapetes e almofadas.

estilo étnico

5. Minimalista

Indo na contra mão de todos os estilos que citamos até agora, no minimalista o menos é mais. O nome já sugere: mínimo, ou seja, a decoração é simples e clean.

São usados poucos móveis e itens de decoração dos cômodos, pois a ideia é prezar pelo funcional, descartando tudo o que não é necessário. Ótima sugestão para quem é menos consumista.

estilo minimalista

As pinturas são claras: branco e tons pastéis, porém, para não deixar que a casa ou empresa fique parecendo um ambiente hospitalar, é possível usar a cor preta em itens da decoração como, por exemplo, as molduras dos quadros ou alguns móveis.

estilo minimalista

6. Estilo Vintage

Aqui, o antigo e o original são super valorizados e preservados. Os ambientes são compostos por elementos como madeiras, plásticos, ferros e tecidos. A decoração é um misto de nostalgia e romance.

estilo vintage

Não existe limite para as cores e seus tons, todas são bem-vindas, seja na pintura das paredes, no tecido do sofá ou nos móveis. Use e abuse de objetos decorativos antigos, como máquina de escrever, discos, relógios, rádios, tvs, telefones, etc.

vintage

Então você já sabe, se herdou aquela poltrona dos avós, a pia da tia, uma luminária da sua mãe ou até mesmo comprou alguma coisa em loja de antiguidade, fique à vontade para usar na decoração da sua casa ou estabelecimento comercial.

vintage

7. Estilo de arquitetura: High Tech

São ambientes futuristas, tecnológicos e inteligentes composto por peças automatizadas que trazem mais conforto e facilidade para o dia a dia das pessoas.

Todo projeto é baseado em tecnologia, desde os móveis até a iluminação. Os itens decorativos e a mobília são compostos por vidro, aço, alumínio, metal e inox.

estilo high tech

As cores são neutras: cinza, branco, bege e creme, além dos traços e linhas retos e planos. O preto e algumas cores mais vibrantes ficam restritas aos detalhes.

Aqui, a iluminação também é super importante como, por exemplo, ao utilizar uma luz branca, você transmite a sensação de atualização, tecnologia e inovação. Já para os gamers, o uso de fitas de led com diversas cores ajudam na identificação do ambiente, além de deixa-lo mais divertido!

estilo high tech

8. Contemporâneo

É o estilo que surgiu no século XX com o objetivo de eliminar da decoração dos ambientes o excesso de ornamentos e focar em estética e função. É totalmente diferente do estilo clássico.

A decoração de uma casa ou comércio que possui o estilo contemporâneo é mais equilibrada, tecnológica e valoriza o design do tempo em que está inserido.

estilo contemporâneo

As cores são neutras, assim como as texturas e pinturas das paredes. Invista em cores fortes em acessórios de decoração como tapetes, estofados, cortinas, quadros, entre outros.

contemporâneo

Os móveis são grandes e geralmente baixos ou rentes ao chão. As linhas e formas geométricas fazem parte da composição dos mobiliários. Elementos como o vidro, cimento queimado, inox, madeira e pedra polida também são usados neste estilo.

 contemporâneo

Arquitetura de interiores: estilo em ação!

Falamos aqui sobre os principais estilos de arquitetura de interiores, mas existem outros como:

  • Retrô;
  • Provençal
  • Romântico;
  • Escandinavo;
  • Rococó.

Agora que você já sabe sobre alguns dos estilos de decoração, é hora de escolher o que mais combina com você!

E não se preocupe, é possível se identificar com mais de um estilo e querer misturá-los, mas para isso, peça a ajuda de uma arquiteta e deixe o seu espaço ainda mais bonito!

Gostou do conteúdo? Compartilhe com seus amigos!

Receba os conteúdos primeiro!

Deixe seus dados para receber semanalmente nossas dicas e conteúdos,

7 + 13 =