Decoração com plantas naturais: cuidados e dicas

jul 27, 2021Paisagismo0 Comentários

A decoração com plantas naturais é uma tendência que vem ganhando cada vez mais adeptos a pelo menos uns 3 anos. Afinal, elas ficam lindas dentro de casa, trazem cor para o ambiente e nos aproximam da natureza.

E, manter as plantas naturais vai muito além de “ter talento”, é preciso dedicação e muito carinho para preservar todas vivas! Afinal, cada tipo específico vai demandar uma quantidade de luz e água.

Além disso, se você tiver um pet, precisa ficar atento para escolher as plantinhas para decoração que não sejam agressivas ao seu melhor amigo e, claro, se ele for famoso por destruir a decoração, também é necessário posicioná-las em lugares estratégicos.

Por isso, reuni essas informações e diversas outras, importantes para você conhecer antes de fazer em sua casa uma decoração com plantas naturais.

Qual a melhor planta natural para iniciar a decoração

Na verdade, não existe resposta correta para isso, já que vai depender muito do seu gosto e do tempo disponível que tem para cuidar de cada planta. No entanto, separei três opções fáceis de cuidar e que podem ser um excelente treinamento para você entender se vai dar conta de manter uma decoração com plantas naturais!

Lírio da paz

Essa é uma planta de aparência linda e delicada, que possui uma inflorescência durável. Ela é muito usada na decoração de ambientes interiores e se adapta ao cultivo em vasos. Para cuidar da forma correta:

  • Posicione o lírio da paz em um local de luminosidade indireta;
  • Lugares quentes e úmidos são bem-vindos por essa planta;
  • A rega deve ser feita com frequência, ao menos uma vez por semana. 

Samambaia

A samambaia é uma planta bem comum de se encontrar nas casas. Por ter folhas longas, ela chama atenção de longe, dessa forma, deve ser colocada em lugares altos ou pendurada em vasos pendentes.

  • Para não queimar as folhas, posicione a samambaia em ambientes de luz difusa, mas que ainda recebam luminosidade e que sejam arejados;
  • Faça regas frequentes, de uma a duas vezes por semana.

Peperômia

Apesar do nome parecer um pouco difícil de falar de primeira, o cuidado com a peperômia é fácil! Ela precisa de pouca água (com maior frequência) e luz.

  • O ideal é posicionar a planta em um local onde ela não pegue sol diretamente;
  • A rega deve ser feita em quantidades pequenas, a cada dois dias;
  • No verão, a rega deve ser feita em quantidades maiores, também a cada dois dias.

Decoração com plantas naturais para quem tem animais

É da natureza dos pets demonstrarem curiosidade pelas coisas e gostar de mexer em tudo. Por isso, antes de decorar a casa com plantas, é muito importante ficar atento para não comprar uma que possa ser tóxica e prejudicial ao seu melhor amigo, afinal, nem sempre é possível cuidar para que ele não chegue perto da plantinha.

Então, se você tem um cachorro ou um gato, deve ficar longe de:

  • Costela de Adão;
  • Azaleia;
  • Babosa;
  • Hortênsia;
  • Copo de Leite;
  • Espada de São Jorge;
  • Jiboia;
  • Tulipa;
  • Begônias.

Caso você tenha alguma delas em casa, fique atento aos principais sintomas de intoxicação: depressão, ataxia, vômitos com frequência, pupilas dilatadas, alterações de comportamento. Por isso, se notar um desses em seu amigo, o melhor a se fazer é correr para o veterinário.

Mas, quais são as plantas recomendadas para quem tem pet? Calma, não nos esquecemos dessa listagem!

Dessa forma, ainda dá para manter um ambiente belo e decorado com plantas naturais, protegendo o seu pet! Confira:

Plantas naturais indicadas para quem tem animais de estimação 

Violeta Africana: além de lindas e muito populares no Brasil, elas demandam cuidados simples, como pouca água e exposição indireta ao sol. O recomendado é que elas sejam plantadas em vasos e que fiquem dentro de casa. Elas precisam de água com frequência e em quantidade moderada. Faça a rega uma vez por dia, molhando a terra onde ela foi plantada e não as folhas, porque elas podem queimar.

Orquídea: com certeza elas também chamam a atenção pela beleza! São muito utilizadas para decorar quartos e salas de estar, mas também podem ser utilizadas em qualquer ambiente interno, como na sala de jantar ou no hall de entrada.

Elas devem ser colocadas em um ambiente maior, demandam uma quantidade alta de água e não podem ficar expostas diretamente ao sol, pois as flores podem queimar ou se desidratarem. O ideal é fazer a rega a cada quatro dias ou uma vez por semana, mas, para garantir que não irá encharcar a planta, coloque seu dedo a 2 cm de profundidade na terra, se sentir umidade, não regue.

Bromélia: posicione a planta em um lugar com pouca luz, para que ela cresça e sobreviva, de preferência em um espaço com sombra. Você pode deixá-la perto do seu pet sem medo, porque ela não representa risco algum! Em locais úmidos, ela deve ser regada de uma a duas vezes por semana, já em locais mais secos deve ser de três a quatro vezes na semana.

Areca-bambu ou Palmeira de Jardim: ideal para quem tem pet e gosta de plantas maiores, já que demanda cuidados simples. Ela precisa de luz solar difusa, então deve ficar em um espaço iluminado e quente da casa, mas que não produza calor em excesso. Deve ser regada ao menos uma vez por semana.

O que fazer se meu pet “destrói” as plantas?

Nesses casos, é preciso encontrar alternativas para manter as plantinhas vivas. Se você tem um cachorro, uma alternativa é usar as plantas nos locais onde ele não tem acesso, como no banheiro, em prateleiras altas, vasos pendentes ou, se esse for seu caso, na cozinha.

Já que tem gatos pode encontrar mais dificuldades, porque os felinos ficam em locais altos. Mas, também é possível deixar as plantas em locais onde eles não podem acessar, como na varanda ou na área de lazer externa.

Se você optar por essa saída, lembre-se de comprar plantas que podem receber mais sol diretamente, como é o caso das petúnias, onze-horas, dedo de moça, begônia asa de dragão, lobélia-azul.

Ainda é possível usar plantas de cheiros mais fortes, para evitar que os animais cheguem nas mais delicadas, e alguns repelentes naturais. Confira no vídeo mais dicas!

Decoração com plantas naturais discretas

Se você é uma pessoa mais discreta ou se vai se aventurar agora na decoração natural com plantas e não quer ousar muito, recomendamos que use plantas pequenas, mas que ainda assim vão trazer um charme a mais para o espaço e um ponto de destaque diferente na decoração. 

Assim, você pode optar por algumas plantas naturais que já citamos anteriormente, como violetas ou bromélias. Mas, também pode apostar em:

Cyclamen

Sugerimos usá-las na sala de estar. Ela floresce no inverno, gosta de ambientes iluminados, sem receber sol diretamente, como na mesa de centro. Faça a rega a cada dois dias.

Begônia

Existem diversas espécies dessa planta e o seu trabalho é escolher a que mais se encaixa com o seu estilo! Elas são delicadas e podem ser utilizadas na sala de estar ou jantar, nos quartos e na varanda.

Suculentas e cactos

Fáceis de cuidar, elas são plantas que se complementam na decoração. Você pode utilizá-las para trazer um toque de verde no quarto, banheiro ou cozinha, já que são pequenas e exigem poucas regas.

Jade

Pequenas e delicadas, elas podem ser plantadas em vasos decorados com pedras e devem ficar na sala ou nos quartos, porque não gostam de muita água ou umidade. Então, evite o banheiro!

Decoração com plantas naturais grandes

Se você gosta de ousar na decoração, trazer um ponto de atenção para o espaço, pode gostar das plantas maiores. Elas são excelentes para transformar completamente um local e, você pode, inclusive, criar um jardim vertical dentro de casa, ideal para quem mora em apartamento e sente falta de ter mais contato com a natureza!

Cacto

A variedade de cactos é bem grande e os maiores chamam atenção especial na decoração com plantas naturais. Eles são fáceis de cuidar, especialmente para quem possui pouco tempo e prática no manuseio das plantas. Uma das vantagens é que ele precisa de pouca água e bastante sol. Dessa forma, se você tiver um solarium, essa planta é uma ótima pedida para o espaço.

Palmeira-leque

Se você é uma pessoa pouco convencional, vai gostar dessa planta! Ela possui folhas grandes, plissadas e com uma borda “dentada”, assim, chamam a atenção de longe e ficam ótimas na decoração.

O ideal é que ela seja cultivada em vasos, mas, que seja espaçoso e bem iluminado. No verão, é preciso adubá-la e remover as folhas secas e velhas.

Zamioculca

Essa é uma planta de tamanho médio, ideal para quem tem pouco tempo para cuidar dela. Muito usada para quem quer atrair boas energias e prosperidade, a zamioculca deve ser posicionada em locais com luz difusa, com rega de duas a três vezes por semanas em dias quentes e, no inverno, apenas uma vez por semana.

Cuidados gerais com as plantas naturais da decoração

De modo geral, é preciso ficar atento aos intervalos de rega das plantas e a incidência de sol que elas vão receber. Afinal, se você aguar muito uma determinada espécie, sem respeitar o tempo correto, ela pode morrer “afogada”. Mas, dependendo do estado da planta, é possível recuperá-la.

Primeiramente, é preciso identificar se ela realmente se afogou, isso ocorre pela mudança de cor das folhas, falta de crescimento ou pontos de cor marrom. Se ela apresentar esses sinais, o primeiro passo é para de regá-la, até que ela fique seca, colocar o vaso na sombra para proteger as folhas de queimados do sol.

Descubra mais sobre como recuperar uma planta regada em excesso, clique aqui.  

Se deixar de regar conforme o estipulado, ela pode morrer desidratada. Em alguns casos, em que a planta não fica tão danificada, é possível recuperá-la. Para isso, é preciso cortar as folhas e os galhos secos, trocar o local onde a planta foi posta inicialmente e regá-la com água morna, para se hidratar.

Para entender mais sobre como recuperar uma planta desidratada, clique aqui.

Hora de fazer uma decoração com plantas naturais!

As plantas são lindas e dão um toque a mais na decoração de todas as casas. Em um primeiro momento, pode parecer uma missão impossível cuidar de diversas plantas. No entanto, é preciso aprender sobre cada espécie, onde elas devem ser posicionadas e a frequência de regas.

Assim, é só inserir os cuidados na rotina, até eles se tornarem verdadeiros hábitos e a sua casa ficar cada mais vez mais linda e cheia de vida.

Lembre-se, caso tenha pets, procure plantas que não são tóxicas e, consequentemente, não farão mal para o seu melhor amigo. Se ele for acostumado a “destruir” a decoração, o ideal é colocá-las em espaços onde ele não terá acesso, como o banheiro ou a varanda.

Agora, a sua missão é escolher as suas plantas favoritas, quais melhor se encaixam na sua casa e no restante da decoração e usar a criatividade!

Dessa forma, você pode posicioná-las em mesas de centro, prateleiras na sala e cozinha, no banheiro, nas mesas de cabeira dos quartos, como centro de mesa da sala de jantar. A lista de opções é grande!

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com quem também pode gostar.

Receba os conteúdos primeiro!

Deixe seus dados para receber semanalmente nossas dicas e conteúdos,

11 + 14 =